Kairós e Chronos

 

 

Os gregos antigos tinhas duas palavras para o tempo: Chronos e Kairós!

 

 

No Chronos, a ação e imediatista, é o homem agindo com os seus meios para atingir seus objetivos, Quando as pessoas não usam de qualquer artifício para conquistar o que querem e quando conquistam percebem que aquilo não os preenchem como sonhavam, resta um vazio...

Chronos ou Khronos (em grego Χρόνος, que significa ‘tempo’; em latim Chronus) era a personificação do tempo.

 

Kairós

 

 

Ja no Kairós, que significa "o momento certo" ou "oportuno", enxergamos a ação de Deus na nossa vida, e por isso, a realização ocorre com o nosso esforços e com a confiança (fé) na intervenção Divina. É onde o homem passa a realizar coisas que nem sequer imaginava poder fazer, passa possuir o que nunca sonhou, é o ter além do que esperava, dentro do tempo certo, dentro do Kairós, tempo de Deus.  Somos como a pequena semente do abacateiro, onde poucos enxergam além do minúsculo "grão de vida", que á lançado ao solo e lá fica imóvel por muito tempo. Quem enxerga os abacates maduros na semente enterrada no solo? Quem vê na pequena semente uma árvore com mais de 25 metros de altura?  Por isso, o chamado do Apostolo Paulo aos Colossenses 4:2 que diz:   "Perserverai em oração, velando nela com ação de graças".  E o convite para a praticar diária da fé, da oração sublime de confiança em Deus. Se o momento está difícil, não há necessidade de desespero, deve-se continuar servindo, trabalhando, orando com a certeza de que tudo o que podemos ser, o que precisamos ter, será providenciado na hora certa.  Assim também ocorre com o homem, poucos enxergam as qualidades que temos, mas Deus que tudo vê o provê, enxerga em cada um de nós as potencialidades que Ele sabe que possuímos, os frutos armazenados em nosso interior. Ele sabe o momento certo do despertar desses frutos, de elevar a nossa altura.  Nem sempre o desabrochar do chão é um processo sem dor, nem sempre é tão tranquilo, mas os que confiam de verdade no Senhor, projetam sonhos adiante, não desistem diante do solo seco, nem da falta de chuvas, nem tampouco do sol escaldante. Seguem em oração, trabalhando o Chronos, tempo dos homem, confiando no Kairós, tempo de Deus, que nunca falha e preenche para sempre, corpo, coração e alma.   Na mitologia grega, Chronos ou Khronos (em grego Χρόνος, que significa ‘tempo’; em latim Chronus) era a personificação do tempo. Também era habitual chamar-lhe Eón ou Aión (em grego Αίών).   Os gregos antigos tinham duas palavras para o tempo: chronos e kairos. Enquanto chronos refere-se ao tempo cronológico, ou sequencial, que pode ser medido, kairos refere-se a um momento indeterminado no tempo, em que algo especial acontece, em Teologia, é "o tempo de Deus".  Chronos tem sido frequentemente confundido com o titã Cronos, especialmente durante o período alexandrino e renascentista.  De acordo com a teogonia órfica, Chronos surgiu no princípio dos tempos, formado por si mesmo. Era um ser incorpóreo e serpentino possuindo três cabeças, uma de homem, uma de touro e outra de leão. Uniu-se à sua companheira Ananke (a inevitabilidade) numa espiral em volta do ovo primogénito separando-o, formando então o Universo ordenado com a Terra, o mar e o céu. Chronos, o Deus do tempo da mitologia grega, dormindo sobre a tumba de um certo Georg Wolff no cemitério Friedhof IV der Gemeinde Jerusalems- und Neue Kirche de Berlim, Alemanha, uma estátua de Hans Latt, esculpida por volta de 1904 e fotografada por Mutter Erde em 2006. Permaneceu como um deus remoto e sem corpo, do tempo, que rodeava o Universo, conduzindo a rotação dos céus e o caminhar eterno do tempo, aparecendo ocasionalmente perante Zeus sob a forma de um homem idoso de longos cabelos e barba brancos, embora permanecesse a maior parte do tempo em forma de uma força para além do alcance e do poder dos deuses mais jovens.  Uma das representações mais bizarras de Chronos, é a de um homem que devora o seu próprio filho, num acto de canibalismo difícil de compreender na atualidade. No entanto, esta representação deve-se ao facto de os antigos gregos tomarem Chronos como o criador do tempo, logo, de tudo o que existe e possa ser relatado, a exemplo do Deus único e criador dos cristãos, judeus e muçulmanos, sendo que, por este facto, se consideravam como filhos do tempo (Chronos), e uma vez que é impossível fugir ao tempo, todos seriam mais cedo ou mais tarde vencidos (devorados) pelo tempo.  Uma explicação possível para esta representação é a confusão com o titã Cronos, que comeu os seus filhos para que não se rebelassem contra ele e lhe tomassem o poder da Terra como ele fez com o seu pai, Urano.  Os romanos chamaram-lhe Saturno e por isso, o planeta que atualmente é conhecido com este nome, foi outrora chamado "Khronos" pelos astrónomos gregos. Era a divindade celeste mais distante, considerada como sendo o sétimo dos sete objectos divinos visíveis a olho nu. Uma vez que tem a maior translação observável no céu (cerca de 30 anos), os astrónomos gregos e romanos julgaram tratar-se do guardião dos tempos, ou "Pai do Tempo", uma vez que não havia conhecimento de nenhum outro objecto com maior período repetitivo (translação). Foi precisamente esta característica astronómica que levou os eruditos das artes a representar a sua figura como um homem de idade com longos cabelos e barbas brancas, tal como mencionado acima. Daí veio também a palavra crônica seguida de Chronos.

 

Tempo de Deus

 

 

    “Tudo tem o seu tempo determinado, e há tempo para todo o propósito debaixo do céu.”  Eclesiastes 3:1

 

O tempo é algo muito interessante de ser analisado.  Neste novo tempo (Nova Etapa) que estamos passando fiquei meditando sobre o tempo e o Espírito Santo falou muito comigo.   Por isso, desejo compartilhar com você.  Os gregos antigos tinham duas palavras para o tempo: chronos e kairos.   Kairos (καιρός) é uma antiga palavra grega que significa “o momento certo” ou “oportuno”.   Enquanto o primeiro refere-se ao tempo cronológico, ou sequencial, esse último é um momento indeterminado no tempo em que algo especial acontece.  É usada também em teologia para descrever a forma qualitativa do tempo, o “tempo de Deus”, enquanto chronos é de natureza quantitativa, o “tempo dos homens”.   Em Sintese pode-se dizer que o tempo (chronos) humano (medido) é descrito em horas e suas divisões e anos em suas divisões.   Enquanto que o termo Kairós que descreve “o tempo de Deus” não pode ser medido e sim vivido… Acontece que vivemos num mundo onde o tempo é Chronos.   Mas, temos que estar submissos ao Kairós de Deus. Em tudo em nossas vidas podemos ficar presos no Cronos e deixar de vivenciar o Kairós. Por exemplo:   Passado – Quanto tempo você e eu passamos pensando no passado?Pensamos em nossas frustrações, decepções, mágoas, desapontamentos… ou até mesmo sucessos, acertos, momentos felizes, conquistas. Dependendo do saldo deste passado podemos nos motivar ou desmotivar isso é diferente para cada indivíduo.  Futuro – Da mesma forma, quanto tempo passamos pensando no futuro? Fazemos planos, imaginamos conquistas, já elaboramos tudo como se tivesse acontecido e se envolve dinheiro neste planejamento até já gastamos todo recurso sonhado.   Presente – Bom o presente é o presente, o que dizer sobre isso. Porém, viver bem o presente é o que mais nos aproxima do Kairós de Deus pois não caimos no erro de ficar presos no passado e nem de sonhar aquilo que não é devido.  Pensar no passado é bom… fazer uma auto análise melhor ainda acertar/aprender com os erros/acertos, seu ou do próximo, melhor ainda. Pensar no futuro, sonhar/planejar é ótimo e deve ser feito. Agora à lição que o Espirito Santo quer trazer: Se ignoramos o presente podemos ficar presos no passado (derrotas e vitórias) e espelhar o futuro no passado. Por exemplo: Uma pessoa que obteve algum tipo de sucesso (expressivo) e vive pensando neste sucesso (passado) ao projetar o(s) plano(s) do futuro nesta experiência ignorando o presente, muito provavelmente no presente estará atropelando muitas etapas necessárias para chegar ao futuro de sucesso. Sei que fui meio “filósofo” neste momento mas pare e pense comigo. Isso é facilmente analisado quando pessoas neste perfil levantam as conquistas do passado revelando todo orgulho e soberba desta conquista fazendo menção do futuro (beirando a sensaçao de ser inatingível) se tornando uma pessoa que “beira” à soberba e orgulho (por causa das “suas ” conquistas). Nesta tragetória esquecemos que o Deus do passado, presente e futuro é o Deus do Kairós e só se vive o Kairós se aprender com o passado, projetar o futuro porém viver BEM (conforme o plano de Deus) no presente. Quando comecei a meditar nisso quase que pirei, porém é a realidade. O Filho só faz aquilo que vê o Pai fazer. Quantas vezes levantei a bandeira do passado de sucesso para convencer sobre o plano do futuro e ignorei o presente “atropelando” (manipulando, subjulgando, impondo, não amando) aqueles que me cercam?  Por isso a pergunta fica: ONDE VOCÊ VIVE? No passado? No futuro? No presente? Aprenda com o passado (reconhecendo aquele que deu à vitória e permita ser curado das feridas. Permita os sonhos de Deus para o futuro mas acima de tudo viva o presente dando um passo de cada vez e descubra que ao dar os passos, orientado pelo Espirito Santo, o KAIRÓS de Deus acontecerá na sua vida. No amor do PAI.  Kairos (καιρός) é uma antiga palavra grega que significa "o momento certo" ou "oportuno". Os gregos antigos tinham duas palavras para o tempo: chronos e kairos. Enquanto o primeiro refere-se ao tempo cronológico, ou sequencial, esse último é um momento indeterminado no tempo em que algo especial acontece. É usada também em teologia para descrever a forma qualitativa do tempo, o "tempo de Deus", enquanto chronos é de natureza quantitativa, o "tempo dos homens".   Na teologia cristã, em síntese pode-se dizer que chronos, o tempo humano (medido), é descrito em anos, dias, horas e suas divisões. Enquanto o termo kairos, que descreve "o tempo de Deus", não pode ser medido, pois "para o Senhor um dia é como mil anos e mil anos como um dia." (2 Pe 3:8).

 

 

Estudo realizado por Pr.Rogério Costa

Julho 2008

 

 

Ministério Igualdade Independente

www.ministerioigualdadeindependente.webnode.com.br

Projeto Plantar

www.projetoplantar.webnode.com

 

Envie um comentário sobre o que voce achou deste link!

Pedido de oração.

Data: 01/09/2017 | De: Josué.

Peço oração e votos pela força de Sansão,obrigado,a paz do Senhor.

Como eu faço para a diquiri está ferramenta .abiblia chronos e muito boa quando ela estiver na promoção mim em forme purfavo o meu numero e 81986452946

Data: 20/06/2015 | De: Rosangelazulmiradelirasantos

A bíblia e muito boa Eu gostei muito eu so não comprei porque eu não tenho condições mas e o meu sonho eu tenho fé em Deus de um dia eu poder conpra está ferramenta e muito boa

KAIROS

Data: 13/01/2015 | De: ANDRE MARTINS

GOSTEI DE PESQUISAR O SIGNIFICADO DA PALAVRA. MAS TEMO QUE NUM MUNDO RAPIDO E A NESCESSIDADE DE NOVIDADES FAÇA A IGREJA SER VISTA COMO UM FOLCLORE DO QUE MANIFESTAÇÃO DIVINA.

Novo comentário