A EXTRAORDINÁRIA PRESENÇA DE JESUS

 

 

Pr. SILAS MALAFAIA

 

Apresentação

Capítulo 1- Jesus e Sua maravilhosa presença

Quem é Jesus?

A manifestação da presença de Jesus

Capítulo 2- A presença de Jesus traz alegria e satisfação à alma

Satisfazendo os anseios da nossa alma

Capítulo 3 — A presença de Jesus faz o melhor acontecer

Transformando água em vinho

Milagres são para aqueles que crêem

Capítulo 4 - A presença de Jesus transforma tempestade em bonança

A presença de Jesus não significa ausência de tempestade

Capítulo 5 - A presença de Jesus liberta o oprimido e socorre o aflito libertando o cativo

Atendendo o clamor do aflito

Não pare de clamar

Capítulo 6 - A presença de Jesus opera mudança de caráter

Das trevas para a luz

Da injustiça para a retidão

Nem legalismo nem liberalismo

Dizendo não ao pecado

Capítulo 7 - Só a presença de Jesus garante a vida eterna

Buscando mais a bênção do que o Abençoador?

A presença de Jesus é a única garantia de vida eterna

Capítulo 8 - A constante presença de Jesus em sua vida

Buscando a presença de Jesus

Voltando aos caminhos do Senhor

Continue na presença de Jesus

 

APRESENTAÇÃO

Quem é Jesus? O que a maravilhosa presença dele implica? O que nos proporciona? Será que a temos valorizado como deveríamos? Com base nestas perguntas, convido você a refletir sobre a importância e as conseqüências da extraordinária presença de Jesus. Quero compartilhar com você o que Deus tem falado ao meu coração e enfatizar que a doce presença de Jesus tem atuado em nossa vida de forma poderosa, operando milagrosamente e concedendo-nos paz, alegria, amor, ânimo e vitórias extraordinárias sobre a nossa carne, o mundo e o diabo. Antes de retornar à Sua glória, Jesus fez uma promessa aos Seus discípulos, que ficou registrada em Mateus 28.20: E eis que eu estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos. Que ao ler este livro você possa tomar posse dessa promessa gloriosa e viver em conformidade com ela, respeitando e prezando a presença do Senhor em sua vida.

Que Deus o abençoe!

 

CAPÍTULO 1

JESUS E SUA MARAVILHOSA PRESENÇA

 

A presença de Deus é perceptível aos nossos sentidos. Geralmente, sentimos uma alegria, uma paz, uma felicidade diferente, especial. A presença de Deus traz paz, segurança, alegria, esperança, e nos faz descansar, aquietando nosso coração (Êxodo 33.14). Isso acontece especialmente quando oramos, louvamos e adoramos o Senhor, atraindo Sua presença e tornando-nos mais sensíveis a ela. Mas, neste livro, vamos falar especificamente da presença de Jesus, sobre como ela se manifestou na vida daqueles que o conheceram e conviveram com Ele enquanto viveu na terra, bem como o que implicou a presença dele na vida dessas pessoas, e sobre como ela se manifesta, agora, na vida dos cristãos por intermédio do Espírito Santo, depois que Jesus retornou ao Pai. Cabe lembrar que Jesus foi a manifestação máxima da shekinah de Deus, pois Ele é o Emanuel, o Deus conosco (Isaías 7.14). O Verbo divino se fez carne e habitou entre nós, permitindo-nos ver a Sua glória, cheio de graça e de verdade (João 1.14), servindo de modelo para a nossa nova humanidade.

Jesus manifestou o caráter gracioso e justo do Pai (João 1.18). Por meio de Seu Unigênito, o Deus eterno habitou entre nós e operou milagres, prodígios e maravilhas, ensinando, salvando, curando, libertando vidas, conforme prometera fazer. Sendo assim, é preciso saber quem é Jesus antes de falar sobre Ele.

Você sabe quem é Jesus? O que o nome e os codinomes atribuídos a Ele significam?

 

Quem é Jesus?

Cada religião define Jesus deforma diferente. Judeus, muçulmanos e cristãos têm idéias bem divergentes sobre a pessoa de Jesus. Porém, o que importa é saber o que a Bíblia, a Palavra de Deus, diz sobre Ele.

Na Bíblia, há dezenas de designações para Jesus. Elas assinalam características de Sua pessoa e da obra que Ele veio realizar.

Em Isaías 9.6, por exemplo, vemos quatro delas: Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade e Príncipe da Paz. Esses títulos apontam para a natureza divina do Messias e para Suas atribuições como sábio Conselheiro e Promotor da Paz, uma vez que o Espírito do Senhor estaria sobre Ele, o Espírito de sabedoria e de inteligência, e o Espírito de conselho e de fortaleza, e o Espírito de conhecimento e de temor do Senhor (Isaías 11.2).

Em Apocalipse 1.8, Jesus é chamado de o Alfa e o Ômega, o Princípio e o Fim. Em outras palavras, o Jesus ressurreto e entronizado em glória é identificado como o Deus eterno; o Senhor que é, que era e que há de vir, o Todo-poderoso.

O próprio nome Jesus é emblemático. É um termo que deriva do verbo hebraico salvar, conjugado no presente. Significa Yehowah é salvador ou salvação. Esse nome assinala o caráter principal da missão do Filho de Deus: salvar a humanidade (Mateus 18.11).

Foi por isso que, quando o anjo Gabriel foi enviado a Maria, para anunciar que ela havia sido escolhida como a mãe do Messias, ele revelou a ela também o nome que deveria dar à criança: Jesus (Lucas 1.26-31) — um nome que nada tinha a ver com os nomes dos homens da casa de Davi, mas que traduzia muito bem aquilo que a humanidade devia esperar do Ungido de Deus: a salvação de Seu povo.

Esse nome soaria estranho para as pessoas da época, que pensariam na razão de ter sido dado ao filho de José. Isso porque, no mundo antigo, não havia sobrenomes de família como conhecemos hoje. Era comum dar aos filhos o mesmo nome dos avós ou ancestrais ilustres, acrescentando a informação filho de fulano ou filho de beltrano. É por isso que vemos na Bíblia os nomes acompanhados da filiação: Josué, filho de Num; Simão, bar Jonas (filho de Jonas); Tiago, filho de Zebedeu. Assim, quando alguém fazia menção a Jesus como filho de Davi estava assinalando o caráter real e messiânico de Sua Pessoa.

Além do significado do nome e dos "títulos" que vimos até aqui, Jesus se referiu a si mesmo como a Videira verdadeira (João 15.1), o bom Pastor (João 10.11), a Luz do mundo (João 8.12) e o Pão da Vida (João 6.35). Esses codinomes apontam para Ele como a Fonte e o Mantenedor da vida; Aquele que alimenta a alma e traz luz e vida eterna. E isso que a maravilhosa presença de Jesus assegura!

 

A manifestação da presença de Jesus

A presença de Jesus é tão maravilhosa que ela está associada à manifestação do Espírito Santo, à salvação, à alegria e a milagres desde Sua concepção.

É isso que vemos em Lucas 1.39-55, no episódio em que Maria, mãe de Jesus, já grávida vai visitar sua prima Isabel, no sexto mês de gestação desta. Quando a criança no ventre de Isabel, João Batista, ouve a voz de Maria e sente a presença do Messias, salta no ventre materno, Isabel é cheia do Espírito Santo e bendiz o nome do Senhor. Maria, também movida pelo Espírito Santo, entoa um louvor a Deus, seu Salvador, dizendo: A minha alma engrandece ao Senhor, e o meu espírito se alegra em Deus, meu Salvador... (Lucas 1.46,47).

Elas sabiam que era um novo começo para Israel e para a humanidade como um todo. Deus cumprira Sua promessa de enviar o Messias, para redimir Seu povo:

A o pregoar o ano aceitável do Senhor e o dia da vingança do nosso Deus; a consolar todos os tristes; a ordenar acerca dos tristes de Sião que se lhes dê ornamento por cinza, óleo de gozo por tristeza, veste de louvor por espírito angustiado, afim de que se chamem árvores de justiça, plantação do Senhor, para que ele seja glorificado.

Isaías 61.2,3

Nos capítulos seguintes, vamos ver o que a presença de Jesus nos assegura.

 

 

 

 

CAPÍTULO 2

A PRESENÇA DE JESUS TRAZ ALEGRIA

E SATISFAÇÃO À ALMA

 

Você sabia que o coração alegre serve de bom remédio? Salomão escreveu isso em Provérbios I7. 22. Isto é cientificamente comprovado, pois a alegria eleva a nossa autoestima e nos torna mais otimistas e bem dispostos.

A presença de Jesus gera uma alegria sobrenatural, que nos permite um novo olhar a respeito de nós mesmos, das pessoas e das situações que estamos vivendo; uma alegria que gera em nós um novo ânimo para enfrentarmos as lutas e vencermos as adversidades, certos de que não estamos sós; antes, contamos com a presença e a ajuda daquele que nos ama e tem todo o poder para nos fortalecer e interferir nas circunstâncias, favorecendo-nos.

Quer um exemplo bíblico de como a presença de Jesus traz alegria e muda o nosso foco? Atente para a história narrada em Lucas 24.13-32. É sobre dois discípulos que, enquanto caminhavam para uma aldeia chamada Emaús, conversavam sobre a morte de Jesus. De repente, um estranho apareceu e quis saber a respeito do que eles conversavam.

E, respondendo um, cujo nome era Cleopas, disse-lhe: És tu só peregrino em Jerusalém e não sabes as coisas que nela têm sucedido nestes dias? E ele lhes perguntou: Quais? E eles lhe disseram: As que dizem respeito a Jesus, o Nazareno, [...] e como os principais dos sacerdotes e os nossos príncipes o entregaram à condenação de morte e o crucificaram. E nós esperávamos que fosse ele o que remisse Israel; mas, agora, com tudo isso, é já hoje o terceiro dia desde que essas coisas aconteceram. É verdade que também algumas mulheres dentre nós nos maravilharam, as quais de madrugada foram ao sepulcro; e, não achando o seu corpo, voltaram, dizendo que também tinham visto uma visão de anjos, que dizem que ele vive.

Lucas 24.19-23

Jesus já estava ressurreto e entrou na conversa sem se dar a conhecer; então, começou a explicar os motivos da Sua morte e confrontou-os:

Ó néscios e tardos de coração para crer tudo o que os profetas disseram! Porventura, não convinha que o Cristo padecesse essas coisas e entrasse na sua glória?

Lucas 24.25,26

Quando os discípulos chegaram à aldeia de Emaús, Jesus fez menção de que prosseguiria em Sua jornada. Então, eles disseram: Fica conosco, porque já é tarde, e já declinou o dia (Lucas 24.29). Jesus atendeu ao convite, entrou para participar de uma ceia com eles e, no partir do pão, foi logo reconhecido, ao que desapareceu. Então, constataram:

Porventura, não ardia em nós o nosso coração quando, pelo caminho, nos falava e quando nos abria as Escrituras?

Lucas 24.32

Os discípulos iam tristes pelo caminho, lamentando-se pela morte do amado Mestre e comentando sobre como os príncipes do povo haviam entregado Jesus para ser crucificado. Porém, quando Ele se aproximou e começou a explicar as Escrituras Sagradas, a Sua presença poderosa fez arder o coração deles.

A presença de Jesus é extraordinária! Ela faz reacender em nosso coração a chama da fé, da esperança, e nos conduz à verdade e a uma revelação da Palavra e da vontade do nosso Deus!

 

Satisfazendo os anseios da nossa alma

Quem tem Jesus em sua vida — seja velho ou jovem, pobre ou rico, culto ou iletrado; esteja passando por tribulação ou por bonança — tem alegria e prazer de viver e de servir a Deus e ao próximo, porque essa presença gloriosa satisfaz os anseios mais profundos da nossa alma. Por isso, o salmista declarou:

Far-me-ás ver a vereda da vida; na tua presença há abundância de alegrias; à tua mão direita há delícias perpetuamente.

Salmo 16.11

Davi, um adorador por excelência, em seu cântico de louvor a Deus, em 2 Crônicas 29.12, enfatizou:

Riquezas e glória vêm de diante de ti, e tu dominas sobre tudo, e na tua mão há força e poder; e na tua mão está o engrandecer e dar força a tudo.

Jesus é o Filho do Deus vivo; Aquele que ê, e que era, e que há de vir, o Todo-poderoso (Apocalipse 1.8). Ele veio para nos dar vida, e vida em abundância (João 10.10b). Veio buscar e salvar o que se havia perdido (Lucas 19.10).

Atente para o convite de Jesus, a fim de que a presença dele se manifeste na sua vida:

Vinde a mim, todos os que estais cansados e oprimidos, e eu vos aliviarei. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração, e encontrareis descanso para a vossa alma. Porque o meu jugo é suave, e o meu fardo é leve.

Mateus 11.28-30

Não importa como você esteja no momento cm que lê este livro. Pode estar enfermo, enredado pelo pecado, oprimido pelo diabo, sem esperança, lutando com uma situação terrível. Mas, se você atentar para a voz de Cristo, que fala com você no momento em que lê este livro, e sinceramente desejar entregar sua vida ao Senhor, Ele vai aliviar o seu fardo, vai perdoar os seus pecados, dar-lhe paz, uma nova vida e um novo ânimo. A alegria do Espírito Santo será produzida em seu coração, e isto será notório a você e a todos com quem convive.

Essa é a promessa de Jesus em João 10.9: Eu sou a porta [que conduz a Deus, a vida eterna]; se alguém entrar por mim, salvar-se-á, e entrará, e sairá, e achará pastagens.

Só Cristo pode fazer isto por você. Ele é o caminho, e a verdade, e a vida. Só Ele pode trazer descanso à alma cansada e alegria à alma entristecida (Jeremias 31.5). Só Ele pode saciar a nossa sede espiritual, fazendo jorrar em nós uma fonte que jorra para a vida eterna.

Esse é o grande diferencial na vida do cristão: a presença de Jesus!

Neste mundo existem milionários e bilionários que vivem tristes, amargurados e deprimidos; que consideram até a possibilidade do suicídio, enquanto aquele que tem comunhão com Jesus, mesmo atravessando desertos e situações terríveis, consegue ter paz, alegria, esperança, fé e graça para atravessar as adversidades! Sabe por quê? Porque só a presença de Deus é capaz de preencher o vazio no coração do homem!

No capítulo seguinte, veremos outra conseqüência da presença de Jesus em nossa vida.

 

 

CAPÍTULO 3

A PRESENÇA DE JESUS FAZ O MELHOR ACONTECER

Além de a presença de Jesus trazer paz, alegria e realização ao ser humano, ela também atrai milagres. Por quê? Porque Jesus é divino. Ele recebeu poder do Pai para perdoar pecados, curar enfermos, libertar os oprimidos e operar maravilhas a favor daqueles que nele crêem. Em outras palavras é isso que Lucas afirma em Atos 10.38, quando diz:

Deus ungiu a Jesus de Nazaré com o Espírito Santo e com virtude; o qual andou fazendo o bem e curando a todos os oprimidos do diabo, porque Deus era com ele.

 

Transformando água em vinho

Você já ouviu falar sobre o milagre realizado por Jesus nas bodas em Cana da Galileia, quando Ele transformou água em vinho?

Nessas bodas em Cana da Galileia, em plena festa, o vinho acabou. Porém, Jesus estava lá, compadeceu-se daquela família e realizou o Seu primeiro milagre, que, de acordo com o princípio da hermenêutica bíblica, assinalaria a marca da operação de Jesus: transformar tudo para melhor!

De acordo com o contexto da cultura judaica, o vinho sempre tinha de ser servido aos convidados durante as festas de casamento, pois era o símbolo da alegria e da bênção divina. A falta do mesmo significava vergonha total à família dos noivos.

Assim, se em plena comemoração de um aniversário ou em uma festa de casamento alguém dissesse que já não havia mais bebida, certamente, isso causaria muita decepção aos convidados e constrangimento aos organizadores! Mas Jesus estava presente naquela festa e interveio, não permitindo que isto acontecesse. Antes, Ele providenciou o melhor vinho!

Naquela época, durante as festas de casamento, os judeus costumavam servir primeiro o melhor vinho, e depois um vinho de qualidade inferior, quando todos os convidados já se encontravam satisfeitos.

Nas bodas em Cana da Galileia, Jesus surpreendeu até mesmo os mestres-salas, garantindo o melhor vinho para o final. É o que lemos em João 2.9,10:

E, logo que o mestre-sala provou a água feita vinho (não sabendo de onde viera, se bem que sabiam os empregados que tinham tirado a anua), chamou o mestre-sala ao esposo. E disse-lhe: Todo homem põe primeiro o vinho bom e, quando já têm bebido bem, então, o inferior; mas tu guardaste até agora o bom vinho.

O que aprendemos com isso? Entre outras coisas que, se Jesus Cristo estiver presente em nossa vida, ninguém jamais poderá acabar com a nossa "festa" ou impedir que a bênção que Deus para nós seja completa; e que, onde Jesus está, o melhor acontece. Ele transforma tudo para melhor.

[Ele] é poderoso para fazer tudo muito mais abundantemente além daquilo que pedimos ou pensamos, segundo o poder que em nós opera.

Efésios 3.20

 

Milagres são para aqueles que crêem

O que o tem afligido e feito você perder o sono? É o desemprego, uma enfermidade grave, um problema na sua casa (com seu filho e/ou seu cônjuge)? Não importa! Se Jesus estiver em Sua vida, esse vinho novo, um símbolo do Espírito Santo, em você garantirá um novo sabor à vida dessas pessoas, que terão a oportunidade de conhecer Aquele que tem o poder de operar milagres a seu favor e trazer vida abundante a todos vocês. Creia que o Senhor o está contemplando e que Ele não é indiferente a você e às suas preocupações. Antes, faça como Maria, conte a Jesus o seu problema. Confie a Ele as suas necessidades, e creia que Ele poderá intervir a qualquer momento a Seu favor, porque Ele o ama e tem o melhor para você. Isso não quer dizer que, se você entregar sua vida a Cristo, todos os seus problemas serão resolvidos como num passe de mágica. Tampouco é um apelo do tipo: "venha para Jesus, e Ele vai curar todas as suas enfermidades; Ele lhe dará uma casa própria, um carro do ano ou um cônjuge abençoado, e você nunca mais terá tribulações". Esse tipo de discurso não é respaldado pelos ensinamentos de Jesus. Ele foi bem taxativo, quando disse a Seus discípulos:

Tenho-vos dito isso, para que em mim tenhais paz; no mundo tereis aflições, mas tende bom ânimo; eu venci o mundo.

João 16.33

A principal vitória que Deus nos promete é sobre a nossa natureza carnal, sobre o diabo e os apelos do mundo, que jaz no maligno. Até porque vida cristã não se resume a coisas materiais. Paulo bem observou que, se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens (1Coríntios 15.9). A obra de Jesus não consiste apenas em melhorar as condições de nossa vida aqui, na terra. Ela é sobretudo espiritual e visa restaurar da nossa comunhão com Deus e dar-nos uma vida eterna. Isso também não significa que a obra de Cristo não atinja as esferas da nossa vida material e de nossos relacionamentos. Pelo contrário, a obra dele é completa, até porque não somos espíritos encarnados. Nós temos um corpo físico, uma alma e um espírito totalmente interligados. Se algo vai mal com nossa saúde física, nossa alma se aflige, e vice-versa. O que Jesus ensinou é que existe uma ordem de prioridades; que o espiritual determina sobre o emocional e o físico, sobre o mundo material. Daí a obra de Cristo começar por nosso espírito e Ele responder:  Não andeis cuidadosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Mas buscai primeiro o Reino de Deus, e a sua justiça, e todas essas coisas vos serão acrescentadas.

Mateus 6.25,33

 

Você acredita na Palavra de Deus? Tem certeza de que o Senhor é bom, de que Ele o ama e cuida de você? Acredita que a presença de Jesus na sua vida já é um indício de que Deus o perdoou e reservou o melhor para você, a despeito das circunstâncias que tem enfrentado?

Você crê que a presença de Jesus na sua vida, no seu lar, pode transformar o seu filho, perdido, em um homem de Deus? Pode reacender o amor do seu cônjuge por você? Pode dar-lhe graça aos olhos da pessoa que fará o seu processo seletivo para ocupar um cargo numa empresa ou abençoar os seus negócios, que estão indo de mal a pior, revertendo essa situação? Se tu podes crer; tudo é possível ao que crê (Marcos 9.23).

Quando temos a presença de Jesus conosco, Deus nos concede bênçãos melhores do que as que esperamos! Ele não nos abençoa parcialmente ou de maneira mesquinha. Ele tem bênçãos sem medida para nós. Se você ainda não viveu isso, continue orando e prepare-se, pois muitas promessas se cumprirão ainda na sua vida. Você verá os bens do Senhor na terra dos viventes.

 

 

CAPÍTULO 4

A PRESENÇA DE JESUS TRANSFORMA

TEMPESTADE EM BONANÇA

 

A presença de Jesus não implica ausência de lutas nem de tempestades. Às vezes, é o contrário; especialmente quando Deus quer ensinar-nos sobre quem Ele é e sobre o Seu imenso poder. Foi assim com os discípulos no episódio narrado em Marcos 4.35-39.

O Mestre os chamou para atravessar o mar da Galileia de barco, para a outra margem. No meio da noite, uma grande tempestade os alcançou. Enquanto os discípulos, desesperados, tentavam evitar que o barco fosse a pique, Jesus tranquilamente dormia na proa.

[Então, eles] despertaram-no, dizendo-lhe: Mestre, não te importa que pereçamos? E ele, despertando, repreendeu o vento e disse ao mar: Cala-te, aquieta-te. E o vento se aquietou, e houve grande bonança.

Marcos 4.38,39

 

A presença de Jesus não significa ausência de tempestade

Somos como uma embarcação sobre as águas do mar da vida. Às vezes, elas estão calmas; o céu está claro, e o sol brilha. Mas, de repente, o tempo muda, e tempestades assolam nossa embarcação. Então, como os discípulos de Jesus, ficamos sobressaltados; chegamos até a pensar que o Mestre está dormindo, ou não se importa conosco e com a nossa situação. Esquecemos que o nosso Deus não dorme nem cochila (Salmo 121.3); que Ele está atento a tudo, observando a nossa maneira de ser, de agir e reagir às circunstâncias da vida. Está provando a nossa fé nele!

Se você estiver enfrentando alguma tempestade, saiba que, se Jesus estiver no seu barco, este não afundará; antes, chegará ao seu destino com você são e salvo, e isso servirá de testemunho para muitos que estão observando seu estilo de vida e a consistência da sua fé.

Não reclame! Clame ao Senhor! Não faça como muitos cristãos que murmuram contra Deus, pensando que, por terem a extraordinária presença de Jesus no seu barco, não enfrentarão tempestades; que sua vida será um mar de rosas; que terão vitórias sem lutas; que conquistarão patamares maiores sem um esforço pessoal.

Eles estão enganados! Precisam perceber que a extraordinária presença de Jesus na embarcação da nossa vida nos proporciona, sim, a confiança de que a tempestade não irá durar a vida toda; o Senhor a fará cessar. Ele dirá: "Vento, cala-te! Mar, aquieta-te!".

Outra coisa que precisamos saber é que a tempestade não é para nos destruir; antes, é para fortalecer a nossa fé e permitir-nos conhecer melhor o Senhor a quem servimos. Foi isso que aconteceu aos discípulos. Após Jesus repreender os ventos, eles ficaram maravilhados com aquilo e indagaram: Mas quem é este que até o vento e o mar lhe obedecem? (Marcos 4.41).

Essa verdade acalma a nossa alma e nos faz confiar que não viveremos em todos os momentos de nossa (existência angustiados, porque a extraordinária presença de Jesus nos garante bonança! Jesus nos concederá a vitória, fazendo-nos chegar a um porto desejado com segurança! Que glorioso é saber que a extraordinária presença de Jesus está conosco todos os dias até a consumação dos séculos, na pessoa do Espírito Santo, e que podemos louvar ao Senhor por isso, porque coisas extraordinárias vão acontecer em nossa vida.

 

CAPÍTULO 5

A PRESENÇA DE JESUS LIBERTA

O OPRIMIDO E SOCORRE O AFLITO

 

A extraordinária presença de Jesus faz o que ninguém pode fazer. Na Bíblia, são narrados vários episódios em que Jesus chega e opera milagres na vida de pessoas, cujo problema vinha se arrastando h.í .mos sem solução.

 

Libertando o cativo

Em Mateus 1 7.14-19, é contada a história de um jovem "lunático", que possuído por demônios eu lançado no fogo e na água. O pai do jovem pediu socorro aos discípulos de Jesus, mas estes não puderam expulsar os espíritos imundos. Então, aquele pai aflito, vendo Jesus, lançou-se a Seus pés, pedindo-lhe socorro: Senhor tem misericórdia de meu filho, que é lunático e sofre muito; pois muitas vezes cai no fogo e, muitas vezes, na água; e trouxe-o aos teus discípulos e não puderam curá-lo. E Jesus, respondendo, disse: Ó geração incrédula e perversa! Até quando estarei eu convosco e até quando vos sofrerei? Trazei-mo aqui. E repreendeu Jesus o demônio, que saiu dele; e, desde àquela hora, o menino sarou. Então, os discípulos, aproximando-se de Jesus em particular, disseram: Porque não pudemos nós expulsá-lo? E Jesus lhes disse: Por causa da vossa pequena fé; porque em verdade vos digo que, se tiverdes fé como um grão de mostarda, direis a este monte: Passa daqui para acolá — e há de passar; e nada vos será impossível. Mas esta casta de demônios não se expulsa senão pela oração e pelo jejum.

Mateus 17.15-21

 

Existem castas de demônios que não saem facilmente. Nem mesmo o irmão mais consagrado conseguiria repreendê-los, e entre os obstáculos está à falta de fé de outras pessoas. Isto é o que observamos no versículo 17, quando Jesus exorta a multidão, chamando-a de geração incrédula e perversa! Às vezes, achamos estar cheios de poder e autoridade, mas, na hora "h", falta a sabedoria necessária para resolvermos os nossos problemas. Então, a extraordinária presença de Jesus faz acontecer coisas humanamente impossíveis.

Só Ele pode fazer por nós o que ninguém pode lazer, pois Deus lhe deu todo o poder nos céus e na terra (Mateus 28.18). Jesus tem poder para abrir qualquer porta e operar qualquer milagre!

 

Atendendo o clamor do aflito

Na Bíblia, são narrados outros dois casos de pessoas que encontraram a solução para seus dramas no Senhor: o da mulher Cananéia e o do cego de Jericó. Essas duas pessoas enfrentavam problemas terríveis, mas creram em Jesus, e receberam 0 esperado milagre.

 Nos Evangelhos Sinópticos, vemos a história de uma mulher que tinha uma filha terrivelmente endemoninhada sofrendo com uma casta de demônios que a fazia quebrar tudo e agredir as pessoas, Aquela mar, sabendo da presença de Jesus nos arredores de I iro e Sidom, foi em busca do Senhor, clamando: Senhor, Filho de Davi, tem misericórdia de mim, que minha filha está miseravelmente endemoninhada (Mateus 15.21,22). Imagine a cena descrita nos evangelhos. Visualize os discípulos, irritados com os gritos daquela mulher Cananéia, rogarem ao Mestre que a atendesse ou despedisse logo, e ela, indiferente à oposição, continuar clamando: Jesus, Filho de Davi, tem misericórdia de mim, que minha filha está miseravelmente endemoninhada (Lucas 15.22). E o clamor dela não foi em vão. Jesus operou um grande milagre e elogiou a fé que ela demonstrou nele e em Sua misericórdia: Por essa palavra, vai; o demônio já saiu de tua filha (Marcos 7.29). Em Lucas 18.35, vemos a história de um cego de nascença que estava sentado ao caminho, perto de Jericó.

 

E aconteceu que, chegando ele perto de Jericó, estava um cego assentado junto do caminho, mendigando. E, ouvindo passar a multidão, perguntou que era aquilo. E disseram-lhe que Jesus, o Nazareno, passava. Então, clamou, dizendo: Jesus, Filho de Davi, tem misericórdia de mim!

Lucas 18.35-38

 

O cego de Jericó, assim como a mulher Cananéia, enfrentou muita oposição, mas continuou clamando pelo socorro divino: Jesus, Filho de Davi, tem misericórdia de mim! (Lucas 18.35-38). Ele foi ouvido pelo Senhor, e teve a sua visão restaurada. Aprendemos com essas histórias um princípio importante relacionado ao clamor: uma pessoa só pede ajuda a quem ela sabe que pode socorrê-la. O filho chama o pai ou a mãe porque sabe que será atendido e terá a solução para o seu problema.

Muitas pessoas não clamam por Jesus porque não crêem que Ele tem poder para resolver o problema delas. Mas, se você crê, busque ao Senhor e comece a clamar pela ajuda dele, pois Jesus sempre socorre o aflito.

Se Ele não lhe responder a princípio, faça como a mulher Cananéia: persevere crendo e fique atento, pois a qualquer momento Ele pode liberar uma palavra, e o seu problema ser resolvido.

 

Não pare de clamar

Não dê ouvidos a pessoas que não acreditam que Jesus tem poder para responder às suas orações ou que você possa receber um milagre. Quem não tem autoridade ou poder para resolver o nosso problema, também não deve tentar impedir o nosso clamor a Deus, que Indo pode.

Também não se preocupe se estão reclamando de você. Continue clamando e exercitando a sua fé na esperança de que a extraordinária presença de Jesus vai manifestar em sua vida um milagre.

Em nosso meio, há muita gente pretensiosa, que almeja colocar-se no lugar de Deus, fazendo prejulgamentos e semeando dúvidas com palavras pessimistas. Quando essas pessoas percebem algum irmão em Cristo passando por situações de dificuldade, costumam dizer: "não adianta, meu irmão. Também já tive essa mesma experiência, e não consegui obter vitória..” Não dê ouvidos a cristãos carnais ou fracos na fé nem a gente que não acredita que a extraordinária presença de Jesus assegura socorro ao aflito. Talvez, eles não percebam é que há muitos anos estão servindo de maneira medíocre a Cristo e impedindo outros de conquistarem a sua vitória! Não dê ouvidos aos que almejam destruir a sua fé e impedir a sua bênção! Continue clamando pela ajuda de Jesus. Diga: "Jesus, Filho de Davi, tem misericórdia de mim!" Não pare de clamar, pois com certeza Ele responderá às suas orações e o socorrerá. Mesmo se você não souber por que está vivendo momentos difíceis, procure entender os propósitos de Deus para a sua vida e ouvir a voz do Espírito Santo falando ao seu coração e incentivando-o a continuar clamando. No momento certo, você verá que a extraordinária presença de Jesus se manifestará, trazendo a resposta e o socorro necessário!

 

 

CAPÍTULO 6

A PRESENÇA DE JESUS OPERA

MUDANÇA DE CARÁTER

 

A extraordinária presença de Jesus em nossa vida, em nosso coração, também assegura outra coisa importantíssima para a nossa saúde espiritual e o nosso crescimento em todas as áreas: a mudança do nosso caráter; a transformação do velho homem, corrompido pelo pecado, em uma nova criatura, à imagem e semelhança de Deus.

 

Das trevas para a luz

E impossível que a impactante presença de Jesus não acarrete uma mudança de atitudes e de comportamento ao ser humano. Atente para o episódio narrado em Marcos 5.1-15.

Após enfrentar uma grande tempestade, Jesus e os discípulos foram para a província dos gadarenos. Ao aportarem, um homem endemoninhado, que morava entre os sepulcros, era mantido preso com grilhões e feria-se com pedras, foi ao encontro deles e, prostrando-se diante de Jesus, clamando com grande voz, disse: Que tenho eu contigo, Jesus, Filho do Deus Altíssimo? Conjuro-te por Deus que não me atormentes (Marcos 5.7). Jesus expulsou a legião de demônios que atormentavam aquele homem e impediam-no de ter uma vida normal.

Então, liberto, o homem, em perfeito juízo, ficou tão maravilhado em conhecer Jesus e estar na presença dele que desejou seguir com o Mestre para onde este fosse, mas, como os planos do Senhor eram que aquele homem servisse de testemunho para sua família e seus vizinhos, Ele disse: Vai para tua casa, para os teus, e anuncia-lhes quão grandes coisas o Senhor te fez e como teve misericórdia de ti (Marcos 5.19).

E você? Acha difícil que um ente querido seu, preso pelas drogas ou por espíritos malignos, seja liberto por Jesus e tenha uma nova vida, para a glória de Deus? Então, lembre-se do que o Senhor disse em Mateus 19.26: Aos homens é isso impossível, mas a Deus tudo é possível.

Da injustiça para a retidão

Em Lucas 19, vemos outra história que ilustra bem uma mudança para melhor operada por Jesus no caráter de um homem: a de Zaqueu. Ele era chefe dos publicanos, e provavelmente há algum tempo vinha ouvindo falar sobre Jesus e Sua mensagem. Um dia, passando Jesus por Jericó, Zaqueu, para conseguir ver o Mestre, subiu em uma árvore. Quando Jesus o viu, disse-lhe: Zaqueu desce depressa, porque, hoje, me convém pousar em tua casa (Lucas 19.5).

Zaqueu ficou tão feliz com a extraordinária presença de Jesus em sua casa que decidiu mudar de vida, dando aos pobres metade dos seus bens e restituindo quadruplicadamente a quem ele tinha defraudado em impostos (Lucas 19.8). Jesus, vendo a fé prática de Zaqueu, declarou: Hoje veio salvação a esta casa, pois também este é filho de Abraão (Lucas 19.9).

Para os religiosos, um homem santo como Jesus entrar na casa de um pecador era algo absurdo, mas Jesus advertiu-os: Porque o Filho do Homem veio buscar e salvar o que se havia perdido (Lucas 19.10).

 

Nem legalismo nem liberalismo

Precisamos ter cuidado para não seguir o extremo do radicalismo ou o do liberalismo. Devemos agir como cristãos espiritualmente maduros, sabendo distinguir a doutrina bíblica dos costumes e dogmas denominacionais. Jamais devemos agir como legalistas, que querem impor às pessoas normas mais pesadas do que os mandamentos divinos, como faziam os fariseus da época de Jesus. Os legalistas pensam que podem dar uma "ajudinha" a Deus, e acabam fazendo o povo seguir pelo caminho da pseudo santidade, da religiosidade externa, vazia; meramente ritual.

Deus não precisa da ajuda de homem ou de religião para nos santificar. Somos santificados pela Palavra e pela oração, e não por meio de práticas religiosas, como observou o apóstolo Paulo em 1 Timóteo 4.4,5:

Porque toda criatura de Deus é boa, e não há nada que rejeitar, sendo recebido com ações de graças, porque, pela palavra de Deus e pela oração, é santificada.

Por outro lado, há pessoas que, seguindo pelo extremo do liberalismo, costumam justificar as suas práticas pecaminosas ou encobrir o pecado de alguém na igreja, dizendo: "não se preocupe, pois entendemos perfeitamente esta fase da sua vida. Afinal de contas, você está sob efeito dos hormônios da juventude; por isto, está fornicando com o namorado. É só pedir perdão a Deus, que Ele perdoa../'; ou: "por enquanto, pode manter seu relacionamento com essas três mulheres, porque, no tempo certo, Deus lhe dará forças para terminar com duas, e ficar somente com uma!"

É com base nessas filosofias mundanas que alguns que se dizem pastores, para não perder certas ovelhas, em vez de falarem a verdade, como ela é anunciada na Bíblia, e aplicarem a disciplina, põem "panos quentes" em situações inaceitáveis, e acabam, mesmo sem querer, incentivando o pecador a continuar vivendo na devassidão!

 

Dizendo não ao pecado

E por isso que hoje em dia vemos pessoas que se dizem cristãs e que até são batizadas e freqüentam igrejas evangélicas vivendo de modo libertino e contrário à Lei de Deus. Elas costumam praticar pecados como a fornicação, o adultério, a mentira. Compram CDs e DVDs piratas. Passam cheques sem fundos. Depois, elas têm a cara-de-pau de dar aleluia e glória a Deus nos cultos em sua igreja, como se de fato estimassem a presença de Jesus. Contudo, continuam vivendo de maneira errada como se nunca o tivessem conhecido e se submetido ao senhorio dele.

Em Mateus 6.24, Jesus foi bem enfático: Ninguém pode servir a dois senhores. Não dá para dizer que Jesus é o Senhor da nossa vida e continuar sendo escravo do pecado. Isso porque quando de fato entregamos a nossa vida ao Senhor, Ele nos liberta para uma vida nova, de santidade, amor, verdade. Ele nos liberta para que nos mantenhamos livres, e não para que tornemos a ficar subjugado ao pecado e ao diabo. A Palavra de Deus nos exorta a não nos conformar com este mundo, mas a mudar pela renovação do nosso entendimento (Romanos 12.2), a fazer morrer a nossa natureza carnal (Colossenses 3.5) e a guardar-nos da fornicação e outros pecados relacionados à prostituição (Atos 15.29).

Paulo foi bem claro: Não sabeis vós que os vossos corpos são membros de Cristo? Tomarei, pois, os membros de Cristo e fá-los-ei membros de uma meretriz? Não, por certo. Ou não sabeis que o que se ajunta com a meretriz faz-se um corpo com ela? Porque serão, disse, dois numa só carne.

1 Coríntios 6.15,16

 

Pessoas que praticam a fornicação e o adultério estão vivendo na prostituição. Elas talvez não saibam, mas estão destruindo o templo de Deus, afastando a presença do Senhor, que é santo, e poderão ser duramente julgadas por seus atos (leia 1 Coríntios 6.18).

Quem tem ou deseja desfrutar a extraordinária presença de Jesus deve demonstrar por meio de suas atitudes uma vida transformada. Em vez de dar lugar ao pecado, deve valorizar a santidade em todos os aspectos da sua vida. A extraordinária presença de Jesus, por meio do Espírito Santo em nossa vida, transforma completamente o nosso ser, sara as nossas emoções doentias, muda o nosso caráter e faz-nos agir de forma diferente diante das mais diversas situações. Foi por isto que o apóstolo Paulo, em 2 Coríntios 5.17, afirmou que se alguém está em Cristo, nova criatura é: as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo. A pessoa transformada pelo evangelho deve andar como Jesus andou e rejeitar o estilo de vida e os hábitos mundanos. No próximo capítulo, vamos analisar o que é necessário para obtermos a vida eterna com Jesus Cristo.

 

CAPÍTULO 7

SÓ A PRESENÇA DE JESUS

GARANTE A VIDA ETERNA

 

Qual é o objetivo de o Espírito Santo habitar em nós e gerar-nos espiritualmente, fazendo de nós novas criaturas? É permitir que esse novo homem, à imagem e semelhança de Cristo, tenha vida eterna v desfrute de todas as bênçãos que estão destinadas aos herdeiros de Deus e co-herdeiros de Cristo (Romanos 8.1 7; Efésios 3.6).

Em João 5.24, Jesus ensinou:

Na verdade, na verdade vos digo que quem ouve a minha palavra e crê naquele que me enviou tem a vida eterna e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida.

 

Só por intermédio de Jesus temos vida eterna.

Em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos.

Atos 4.12

 

O problema é que muitos não entendem isso. Querem apenas as bênçãos materiais, como fazem os que não conhecem Deus, e desprezam o mais importante: as coisas espirituais e eternas.

 

Buscando mais a bênção do que o Abençoador?

Em João 6.1-13, é narrada uma história que ilustra bem esse problema: a história da multiplicação dos pães e peixes realizada por Jesus durante Seu ministério terreno. Nesse episódio, é enfatizado que o povo ficou tão maravilhado com o milagre que queria aclamar Jesus como rei, mas Ele se desvencilhou da multidão, e seguiu sozinho para o monte, para orar ao Pai celestial. Os judeus viram em Jesus as qualidades de um Rei que supriria as suas necessidades materiais e os libertaria definitivamente do jugo de Roma. Porém, o plano de Deus naquele momento era implantar um reino espiritual e revelar a grandeza do Seu amor à humanidade.

No dia seguinte, quando Jesus viu que uma multidão procurava por Ele novamente, exortou-a: Na verdade, na verdade vos digo que me buscais não pelos sinais que vistes, mas porque comestes do pão e vos saciastes. Trabalhai não pela comida que perece, mas pela comida que permanece para a vida eterna, a qual o Filho do Homem vos dará, porque a este o Pai, Deus, o selou.

João 6.26,27

 

Alguns na multidão questionaram: Que faremos para executarmos as obras de Deus? (v. 28) Jesus foi claro e direto: A obra de Deus é esta: que creiais naquele que ele enviou (v. 29).

Você pensa que eles entenderam? Não! Alguns pediram sinais a Jesus de que Deus o tinha enviado, alegando que Deus, no passado, dera pão do céu, maná, ao Seu povo, como sinal de que Moisés era Seu profeta. Jesus explicou: Na verdade, na verdade vos digo que Moisés não vos deu o pão do céu, mas meu Pai vos dá o verdadeiro pão do céu. Porque o pão de Deus é aquele que desce do céu e dá vida ao mundo. Eu sou o pão da vida; aquele que vem a mim não terá fome; e quem crê em mim nunca terá sede. Porquanto a vontade daquele que me enviou é esta: que todo aquele que vê o Filho e crê nele tenha a vida eterna; e eu o ressuscitarei no último Dia. Eu sou o pão da vida. Eu sou o pão vivo que desceu do céu; se alguém comer desse pão, viverá para sempre; e o pão que eu der é a minha carne, que eu darei pela vida do mundo. Na verdade, na verdade vos digo que, se não comerdes a carne do Filho do Homem e não beberdes o seu sangue, não tereis vida em vós mesmos. Quem come a minha carne e bebe o meu sangue permanece em mim, e eu, nele. João 6.32,33, 35, 40, 48, 50, 51, 53, 56

 

Quando ouviram que deveriam comer a carne e beber o sangue de Jesus, as pessoas não entenderam o significado espiritual daquilo e foram saindo de fininho, deixando Jesus. Os discípulos interrogaram o Mestre, dizendo: Duro é este discurso; quem o pode ouvir? (João 6.60b) E, desde então, muitos seguidores de Jesus deixaram de andar com Ele. No entanto, o Mestre continuou firme. Ele não fez como muitos pregadores de hoje que costumam falar apenas aquilo que convém ao povo, para não perder apoio. Jesus não mudou o Seu discurso. Continuou falando a verdade e exortando as pessoas a arrepender-se de seus pecados, a tomar a sua cruz e segui-lo. Ao perceber que muitos entre a multidão que o seguia o tinham abandonado, Jesus olhou para Seus discípulos e perguntou: Quereis vós também retirar-vos? (João 6.67) Mas Pedro, tomando a frente, respondeu: Para onde iremos nós? Só tu tens as palavras de vida eterna e temos conhecido e crido que tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo (v. 68,69).

A reação daquela multidão é muito parecida com a do povo hoje. Muitos aceitam Jesus não para ter sua comunhão com Deus restaurada e ter a vida eterna, mas porque desejam ser abençoados materialmente. Querem receber um milagre; querem a bênção, mas não o Abençoador.

Essas pessoas costumam mudar de igreja quando não ouvem o que gostariam e participar de campanhas de milagres; contudo, não demonstram ter o fruto do Espírito e atitudes condizentes com as de um cristão autêntico, que deseja a salvação e a vida eterna em Cristo. Elas estão enganando a si mesmas e, se não revirem seus conceitos e valores, vão acabar indo parar no inferno, porque, como indagou Jesus: Pois que aproveita ao homem ganhar o mundo inteiro, se perder a sua alma? (Mateus 16.26)

 

A presença de Jesus é a única garantia de vida eterna

Só Jesus Cristo salva. A presença dele em nossa vida é a garantia da vida eterna! O Senhor Jesus Cristo quer estar presente na sua vida, mas tem um detalhe muito interessante. Em Apocalipse, Ele diz assim: Eis que eu estou à porta e bato; se alguém abrir a porta, eu entrarei e cearei com ele, e ele comigo. Isto significa que Jesus não é violador da vontade de ninguém. Ele só entra na vida de alguém e permanece se este quiser.

Se você permitir, Jesus Cristo entrará realmente em seu coração, fará morada e uma mudança extraordinária, curando suas emoções, dando-lhe discernimento, sabedoria, amor e dons espirituais, para você viver melhor consigo mesmo e com seu próximo e ser um canal da graça de Deus para abençoar outros. Além disso, Jesus lhe concederá um presente especial: a vida eterna e a Sua extraordinária presença durante toda a sua existência. No capítulo seguinte, veremos sobre a importância de não apenas atrair a presença de Jesus para a nossa vida, mas de mantê-la conosco até o fim da nossa jornada.

 

 

CAPÍTULO 8

A CONSTANTE PRESENÇA DE JESUS EM SUA VIDA

 

Não basta apenas ouvir falar de Jesus ou sentir Sua presença gloriosa quando vamos à igreja prestar um culto a Deus. Precisamos sentir a presença de Jesus em todos os momentos, desde a hora em que acordamos até o momento em que vamos dormir e até durante o nosso sono. Precisamos da companhia e da direção dele. É isto que significa ser templo do Espírito Santo: presença constante de Deus; comunhão com Ele. E essa comunhão deve aprofundar-se cada vez mais, até ser "dia completo".

 

Buscando a presença de Jesus

O Senhor Jesus Cristo disse em João 8.31,32, 35:

Se vós permanecerdes na minha palavra, verdadeiramente, sereis meus discípulos e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará. Se, pois, o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres. Ouça a voz do Espírito Santo falando ao seu coração e mostrando-lhe a verdade que há tantos anos você tem procurado! Só Jesus é a verdade que liberta. Você não precisa trocar de religião. Você precisa é de Jesus, a verdadeira religião, Aquele que religará você a Deus e lhe dará uma vida abundante! Ele, por intermédio do Seu Espírito, irá morar em seu coração a partir do momento em que você o confessar como o único Salvador e Senhor de sua vida. Se você ainda não é cristão, aceite Jesus Cristo como o único Salvador. Entregue a sua vida a Cristo hoje mesmo. Ore ao Senhor, pedindo a libertação dessas cadeias malignas que oprimem e destroem a sua vida! O Espírito Santo o convida a sair desse caminho de trevas e recomeçar a jornada de fé que o conduzirá para o céu de luz, a vida eterna e a vitória em Cristo! Você tem o privilégio de escolher seguir o caminho da vida eterna ou o caminho da morte eterna. A decisão é sua. Então, se hoje você ouvir a voz do Espírito Santo, não endureça o seu coração! Opte pelo caminho da salvação em Cristo! Deus o está chamando com amor. Só Ele tem o poder de conduzi-lo mansamente às águas tranqüilas, fazê-lo caminhar pelas veredas da justiça e refrigerar a sua alma com a Sua extraordinária presença em meio à aridez do deserto das aflições. Mas você precisa fazer a sua parte. Não espere para se arrepender de seus pecados e aceitar Cristo quando estiver com a saúde debilitada, prostrado em um leito de hospital entre a vida e a morte! Deus tem muitas bênçãos a conceder-lhe nesta terra! Não endureça o seu coração nem aja de maneira impensada; escolha Cristo por amor! Não espere Deus levá-lo para uma situação extrema, a oportunidade é agora! Não fique preocupado em saber como irá consertar as coisas erradas em sua vida, deixe tudo por conta de Jesus, pois só Ele tem poder para salvá-lo! Saia do lugar tenebroso onde você se encontra, e venha para os pés de Jesus Cristo. Escute a voz de Deus, sinta a extraordinária presença dele proporcionando-lhe renovo espiritual e um novo estilo de vida. Ore, pedindo que o Senhor faça uma obra maravilhosa em sua vida. Não se importe com a opinião dos outros ou se alguém irá depreciá-lo porque você decidiu confiar sua vida e seu futuro ao Senhor. Humilhe-se perante Ele para que, a Seu tempo, Ele o exalte, e as promessas do Senhor se cumpram em sua vida! A Bíblia diz que há uma festa no céu por um pecador que se arrepende (Lucas 15.7). Isso demonstra quanto amor Ele tem por nós! Faça uma confissão pública para que os demônios escutem. Diga: "em nome de Jesus, peço perdão a ti, Deus, pelos meus pecados e aceito teu filho como o Senhor e Salvador de minha vida, porque eu quero fazer a tua vontade daqui para frente". Quando você faz essa confissão pública de fé, Jesus Cristo, no mesmo instante, intercede ao Pai por você e, a partir de então, você é transformado e liberto (Mateus 10.32).

A Bíblia diz em Romanos 10.9: Se, com a tua boca, confessares ao Senhor Jesus e, em teu coração, creres que Deus o ressuscitou dos mortos, serás salvo. Porque com o coração se crê para justiça e com a boca se confessa a respeito da salvação. Ore agora em pensamento se estiver em algum local público, viajando de ônibus ou dentro de um carro! Em Sua onisciência, Deus penetrará na sua mente, tirando dela todo o pecado.

Ore, em voz alta ou em pensamento, reconciliando-se com o Senhor dos senhores: "Deus, perdoa os meus pecados, entra na minha vida e me ajuda. Eu li a tua mensagem por meio deste livro e creio que a tua extraordinária presença é poderosa para me transformar e libertar. Senhor, eu entrego a minha vida em tuas mãos e recebo a tua vitória. Pela fé, a partir de agora, pertenço a Jesus Cristo e Satanás não poderá impedir as obras maravilhosas do Senhor em minha vida. Escuta a minha oração e atende o meu pedido, abençoando a minha vida. Eu te agradeço em nome do Senhor Jesus, Amém” Se você orou com sinceridade, disposto a obedecer ao chamado que Deus tem para você e cumprir o que Ele manda, alegre-se por sua vitória e agradeça a Deus por ter ouvido o seu clamor! Em Apocalipse 3.5, está escrito: O que vencer será vestido de vestes brancas, e de maneira nenhuma riscarei o seu nome do livro da vida; e confessarei o seu nome diante de meu Pai e diante dos seus anjos.

Se você recebeu Jesus, você já pode declarar a sua vitória, pois Satanás, o príncipe deste mundo, perdeu mais uma vez. Ele não tem poder para continuar aprisionando a alma que confessou publicamente o Senhor como Salvador. A partir de agora, rejeite as acusações e as mentiras do diabo de que não adianta tentar, que não há mais chance ou solução para o seu problema. O Senhor quer restaurar e mudar a sua vida, perdoar os seus pecados, libertá-lo dos vícios, ter comunhão com você, ser o seu amigo e companheiro de todas as horas e morar em seu coração. A presença de Jesus em sua vida é a garantia de perdão, paz, alegria, socorro, mudança para melhor e vida eterna! Em nome de Jesus, receba esta palavra profética da parte do Espírito Santo ao seu coração.

 

Voltando aos caminhos do Senhor

Se você conhece a Palavra de Deus e, por algum motivo, está longe da comunhão com o Senhor e a Igreja, saiba que Jesus não o abandonou. Foi você que se afastou. Ele o ama e está esperando você com os Seus braços abertos, para restaurar a comunhão com você. Hoje, Ele deseja perdoar os seus pecados, recebê-lo de volta em Seu aprisco e restaurar a sua vida. Se você tem servido a Deus desde a sua infância, mas por algum motivo se afastou dos caminhos da salvação, o Senhor está concedendo-lhe oportunidade de retornar à Sua maravilhosa presença. Talvez você tenha cometido pecados de que nem mesmo a sua família tenha conhecimento. Porém, a Bíblia diz que não há nada encoberto diante dele. Não há criatura alguma encoberta diante dele; antes, todas as coisas estão nuas e patentes aos olhos daquele com quem temos de tratar.

Hebreus 4.13

O Espírito Santo está dizendo que a sua chance de sair desse charco de lodo é agora! Entre pela porta estreita da salvação! Atente para o que disse Jesus em Mateus 7.13:

Entrai pela porta estreita, porque larga é aporta, e espaçoso, o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela. Saiba que é Deus quem o tem levado a ler esta mensagem, porque Ele tem um propósito especial para você e para a sua família. Ele quer algo mais de você. E preciso você aceitar a Palavra de Deus pela fé e permitir que o Senhor faça uma grande obra em sua vida. Ele está esperando a sua decisão, mas se você rejeitar os propósitos divinos será réu de juízo, conforme está escrito em Apocalipse 20.12. Então, se você conhece a verdade e já ouviu muitas vezes a mensagem de Deus, não hesite em reconciliar-se com o Todo-poderoso, pois Ele julgará cada um pelas coisas que estão escritas nos Seus livros. O Senhor espera que você faça como Josué: sirva a Deus de todo o seu coração e com toda a sua família (Josué 24.15). Faça um propósito neste momento de servir a Jesus fielmente, amando-o com todo o seu entendimento, obedecendo ao primeiro grande mandamento de Deus:

Amarás, pois, ao Senhor, teu Deus, de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento, e de todas as tuas forças; este é o primeiro mandamento.

Marcos 12.30

 

 

Continue na presença de Jesus

Se você já é um cristão temente a Deus e obediente à Sua Palavra, continue servindo a Ele com amor e fidelidade, certo de que Ele tem cuidado de você e cumprirá tudo aquilo que lhe prometeu.Se tem clamado pelo socorro divino, faça como a mulher Cananéia e o cego de Jericó: continue buscando a presença de Jesus, clamando, orando e crendo num milagre! Ore: "Jesus, tem misericórdia de mim! Não permaneça calado. Fala comigo. Instrui-me! Guia-me à verdade! Mostra-me a solução!"

E lembre-se de que você é precioso aos olhos do Senhor! A Bíblia diz que somos como a menina dos olhos de Deus (Provérbios 7.2).

A extraordinária presença de Deus é gloriosa e transformara o ambiente do seu trabalho, restaurará a paz e a tranqüilidade no seu lar, fará acontecer milagres tremendos e libertará o oprimido pelo diabo. Como ministro de Deus eu profetizo a sua vitória e o milagre esperado! Deus está falando que nos próximos dias o Senhor vai manifestar o Seu poder e fazer maravilhas em sua vida.Receba esta palavra profética da parte do Senhor para você e glorifique o nome dele, porque a presença de Jesus em sua vida é a garantia de que tudo aquilo que Deus lhe prometeu será cumprido no devido tempo.

Que o Senhor o abençoe!

 

Envie um comentário sobre o que voce achou deste link!

Nenhum comentário foi encontrado.

Novo comentário


Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!