Doação de Sangue

 

Doação de sangue é o processo pelo qual um doador voluntário tem seu sangue coletado para armazenamento em um banco de sangue ou hemocentro para um uso subsequente em uma transfusão de sangue. Trata-se de um processo de fundamental importância para o funcionamento de um hospital ou centro de saúde.

Todos os procedimentos médicos que demandam transfusão de sangue precisam dispor de um fornecimento regular e seguro deste elemento. Daí a importância de se manter sempre abastecidos os bancos de sangue por meio das doações, que não engrossam nem afinam o sangue do doador. É fácil e seguro, e não se pode mentir nem omitir informações, pois quem recebe o sangue pode ser contaminado.

Doar sangue é um procedimento simples, rápido, sigiloso e seguro. Para o doador em geral não há riscos, porém algumas complicações podem eventualmente aparecer:

Queda de pressão e tontura

Hematoma no local da picada

Náusea e vômito

Dor local e dificuldade para movimentação do braço

Desmaios

 

Critérios para doação de sangue:

 

Ter de 18 a 65 anos.

Estar descansado.

Não ter ingerido bebida alcoólica nas últimas quatro horas.

Não ter recebido transfusão de sangue nos últimos 12 meses.

Não estar com febre, gripe ou resfriado.

Se mulher, não estar grávida, amamentando ou ter tido parto normal ou aborto há menos de três meses. Em caso de cesárea, seis meses.

Após piercing, aguardar três dias para doar.

Após tatuagem, aguardar 12 meses.

Não ter antecedentes de hepatite, doença de chagas e sífilis.

Acupuntura - sendo agulhas do próprio paciente, não há impedimento.

Medicamentos - tempo variado; o esclarecimento deve ser feito pessoalmente ou por telefone antes de doar.

Áreas de febre amarela, malária, doar após seis meses.

Hipertensos podem doar dependendo da situação avaliada em entrevista clínica.

Diabéticos que não façam uso de insulina.

Tratamento dentário - tempo variado, entre três dias e um mês dependendo do caso.

Alimentação - não é aconselhado doar sangue em jejum prolongado

Manhã - tomar café leve e sem alimentos gordurosos

Tarde - doar duas horas após o almoço

Não se alimentar de refeições com alto teor de gordura.

Orientações básicas:

 

Levar documento com foto.

Endereço completo com CEP para o envio de carteirinha de doador e resultado de exames.

Homens podem doar a cada 60 dias (respeitando o limite de quatro doações ao ano) e mulheres a cada 90 dias (respeitando o limite de três doações ao ano).

Cada doador colabora com três a quatro pacientes com uma única doação.

 

Impedimentos temporários

 

Resfriado: aguardar 7 dias após desaparecimento dos sintomas.

Gravidez

90 dias após parto normal e 180 dias após cesariana.

Amamentação (se o parto ocorreu há menos de 12 meses).

Ingestão de bebida alcoólica nas 12 horas que antecedem a doação.

Tatuagem nos últimos 12 meses.

Situações nas quais há maior risco de adquirir doenças sexualmente transmissíveis: aguardar 12 meses.

 Acre, Amapá, Amazonas, Rondônia, Roraima, Maranhão, Mato Grosso, Pará e Tocantins são estados onde há alta prevalência de malária. Quem esteve nesses estados deve aguardar 12 meses.

 

Impedimentos definitivos

 

 Hepatite após os 11 anos de idade. *

 Evidência clínica ou laboratorial das seguintes doenças infecciosas transmissíveis pelo sangue: Hepatites B e C, AIDS (vírus HIV), doenças associadas aos vírus HTLV I e II e Doença de Chagas.

Uso de drogas ilícitas injetáveis.

Malária.

Hepatite após o 11º aniversário: Recusa Definitiva; Hepatite B ou C após ou antes dos 10 anos: Recusa definitiva; Hepatite por Medicamento: apto após a cura e avaliado clinicamente; Hepatite viral (A): após os 11 anos de idade, se trouxer o exame do diagnóstico da doença, será avaliado pelo médico da triagem.

Respeitar os intervalos para doação

Homens 60 dias: até 4 doações por ano.

Mulheres 90 dias: até 3 doações por ano.

Procedimentos

A coleta de sangue para doação consiste na retirada de cerca de 450ml de sangue, através do uso de material descartável, de uso único e estéril. O tempo de permanência do doador no Banco de Sangue, incluindo coleta e triagem, é de aproximadamente 12 minutos

No Brasil, o Ministério da Saúde exige a realização de alguns procedimentos específicos antes e depois da doação, a fim de prevenir complicações para o doador e contaminação para o receptor durante o período de janela imunológica de doenças.

Antes da doação, o candidato irá passar por uma entrevista de triagem clínica, na qual podem ser detectadas algumas condições adicionais que possam impedir a doação. Após cada doação serão realizados os seguintes exames no sangue coletado:

Tipagem sanguínea ABO e Rh

Pesquisa de anticorpos eritrocitários irregulares (PAI)

Teste de Coombs Directo

Fenotipagem do Sistema Rh (D,C,E.c,e), Fenotipagem de outros sistemas

Testes sorológicos para: Hepatite B, Hepatite C, Doença de Chagas, Sífilis, HIV (AIDS), HTLV I/II

Esse procedimento se repetirá após cada doação e os resultados serão comunicados ao doador.

Quem não deve doar

Não devem doar sangue as pessoas que se enquadrarem em uma das condições abaixo.

Por segurança se:

Alguma vez utilizou drogas por via endovenosa;

Faz uso regular de medicamentos controlados;

Sendo homem ou mulher, teve contactos sexuais com múltiplos(as) parceiros(as) ocasionais ou eventuais sem uso de preservativo.

Se o seu parceiro sexual:

É soropositivo, ou seja, se é portador do Vírus de Imunodeficiência Humana – VIH (HIV);

Ou portador crônico do Vírus da Hepatite B e Hepatite C – VHB, VHC.

Ou ainda se:

Fez endoscopia nos últimos 6 meses;

Fez tatuagem ou piercing nos últimos 12 meses;

Fez transfusão;

Fez transplante de córnea ou dura-máter;

Fez tratamento com hormônio de crescimento, pituitária ou gonadotrofina de origem humana;

Foi operado nos últimos 6 meses;

Teve câncer (inclusive leucemia). Antecedentes de carcinoma in situ da cérvix uterina e de carcinoma basocelular de pele não impedem a doação de sangue [1]

Tem Epilepsia, Diabetes insulino-dependente ou Hipertensão grave;

Tem história familiar de Doença de Creutzfeldt-Jakob e variante – DCJ, vDCJ;

Teve Paludismo/Malária nos últimos 3 anos;

Teve parto nos últimos 6 meses;

Teve um(a) novo(a) parceiro(a) sexual nos últimos 6 meses.

Cuidados após a doação de sangue

Permanecer pelo menos 15 minutos no local após a doação para observação;

Não fumar na 1ª hora após a doação;

Tomar bastante líquidos (ex.: água, suco, chá);

Evitar atividades físicas vigorosas ou que coloquem em risco a sua segurança e a de outros nas próximas 12 horas;

Evitar utilizar intensamente o braço onde foi realizada a punção;

Comunicar o Serviço de Hemoterapia caso você queira informar algo que omitiu na entrevista ou achar que seu sangue pode ser prejudicial a outra pessoa;

Procurar o Serviço de Hemoterapia caso apresente qualquer problema que você ache que possa estar relacionado com a doação;

Utilize o telefone: 0800-9796049 (emocentro de Ribeirão Preto - SP) para esclarecimentos qualquer dúvida;

Respeitar o intervalo mínimo entre as doações: 2 meses para o homem e 3 meses para a mulher.

A Lei No Brasil

A lei nº 10.205, de 21 de março de 2001, regulamenta o §4º do art. 199 da Constituição Federal, relativo à coleta, processamento, estocagem, distribuição e aplicação do sangue, seus componentes e derivados e estabelece o ordenamento institucional indispensável à execução adequada dessas atividades.  No Brasil, trabalhador sob o regime da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) poderá deixar de comparecer ao serviço, sem prejuízo do salário, por um dia, em cada doze meses de trabalho, em caso de doação voluntária de sangue devidamente comprovada (art. 473 da CLT). Os funcionários públicos civis federais, sem qualquer prejuízo, podem se ausentar do serviço por um dia para doação de sangue, sem limite anual de doações (art. 97 da lei nº 8.112/1990). E após três doações anuais é possível pagar meia entrada em eventos culturais.   Há ainda a lei federal nº 1.075, de 27 de março de 1950, que permite que a doação de sangue seja incluída na folha de serviço de funcionário público civil ou militar e que, não se enquadrando nestas categorias, que o doador seja incluído entre os que prestam serviços relevantes à sociedade e à Pátria.

Tipos de sangue:

Existem os seguintes tipos de sangue: A, B, O e AB. A diferença entre elas está na proteína que compõe o sangue. Além disso há a diferença de Rh, o positivo e o negativo.

Tipo A: Pode doar somente para pessoas do tipo AB e A e pode receber de pessoas do tipo A e O.

Tipo B: Pode doar para pessoas com tipo B a AB e recebe de pessoas com tipo B e O.

Tipo AB: Pode doar para pessoas com tipo AB e pode receber de todos os tipos sanguíneos.

Tipo O: Pode doar para todos, mas só pode receber de pessoas com o tipo O

O SANGUE é um tecido vivo que circula pelo corpo, levando oxigênio e nutrientes a todos os órgãos. Ele é composto por plasma, hemácias, leucócitos e plaquetas. O sangue é produzido na medula óssea dos ossos chatos, vértebras, costelas, quadril, crânio e esterno. Nas crianças o sangue também é produzido nos ossos longos como o fêmur.

Sistemas ABO - Tipos Sanguíneos:
Vários sistemas de grupos sanguíneos são encontrados no sangue. Os mais importantes para a transfusão de sangue são os sistemas ABO e Rh. A incidência destes grupos varia de acordo com a raça, pois se trata de um fator hereditário. Um indivíduo pode ter sangue de um dos quatro grupos sanguíneos O, A, B ou AB que funciona da seguinte forma:


 

DOADOR E SANGUE UNIVERSAL
A pessoa portadora do tipo de sangue O Rh negativo é considerad
DOADOR E SANGUE UNIVERSAL

A pessoa portadora do tipo de sangue O Rh negativo é considerado como sendo doador universal, mas no caso de transfusão, o ideal é o paciente receber sangue do mesmo tipo que o seu.

Estes grupos sanguíneos poderão ser de fator Rh positivo ou negativo. Considerando o total da população, sua ocorrência percentual é de aproximadamente:
o como sendo doador universal, mas no caso de transfusão, o ideal é o paciente receber sangue do mesmo tipo que o seu.

Estes grupos sanguíneos poderão ser de fator Rh positivo ou negativo. Considerando o total da população, sua ocorrência percentual é de aproximadamente:

No Brasil, os grupos sanguíneos mais comuns são:
Os grupos sanguíneos O e o A, que juntos eles abrangem 87% de nossa população.

O grupo sanguíneo B contribui com 10% e o grupo sanguíneo AB com apenas 3%.

O sangue O Negativo é conhecido como Universal, que pode ser teoricamente transfundido em qualquer pessoa. Mas apenas 9% dos brasileiros possuem esse tipo sanguíneo. É muito utilizado pelos hospitais, pois é o sangue que salva em situações de emergência.

O sangue O Positivo é o mais utilizado no Brasil. O estoque de um hemocentro deve ter, no mínimo, 50% deste tipo sanguíneo.

Considerando o total da população, percentualmente sua ocorrência é de aproximadamente:

 

O sangue doado é sempre separado em vários componentes e cada paciente receberá aquela parte que seu organismo precisa.O sangue doado passa por um processo chamado fracionamento, no qual são obtidos os componentes sanguíneos, que são transfundidos a vários pacientes.

SOMENTE NAS URGÊNCIAS LANÇA-SE MÃO DO SANGUE UNIVERSAL O NEGATIVO

 

Banco de Sangue de Caxias do Sul - RS

 

 

Rua: Garibaldi, 476 – Centro

Cep: 95080-190 – Caxias do Sul – RS

 

Quem atendemos

O Banco de Sangue atende os pacientes com planos de saúde que necessitam de transfusão nos hospitais de Caxias do Sul Pompéia, Saúde, Unimed, Virvi Ramos e Círculo.

Também atendemos pacientes dos hospitais dos municípios de:

  • Farroupilha

  • Antônio Prado

  • São Marcos

  • Flores da Cunha

  • Nova Petrópolis

  • Gramado

  • Carlos Barbosa

  • Bento Gonçalves

  • Vacaria

  • Canela

  • Garibaldi.

Horário de atendimento:

Segunda à Sexta-feira:
das 8h às 12h e das 13h30min às 18h30min
Sábados: das 7h30min às 12h

E-mail: bancodesangue@bancodesangue.com.br

Ouvidoria: ouvidoria@bancodesangue.com.br

Referencias para facilitar a doaçao:

O Banco de Sangue abre suas portas para receber doadores, empresas, faculdades, escolas e entidades de Caxias do Sul e região a conhecerem nossas instalações e todas as etapas realizadas pelo Banco de Sangue desde a doação até a liberação da bolsa para transfusão. As visitas ocorrem mediante agendamento de no mínimo 15 dias. Para registrar o seu interesse, entre em contato conosco pelo telefone. ou envie um e-mail para faça a sua solicitação informando os dados da empresa ou entidade para que possamos realizar um contato.

http://www.bancodesangue.com.br/website/content/bancosangue/home/

https://www.facebook.com/banco.desanguedecaxiasdosul

http://twitter.com/bancodesangue

marketing@bancodesangue.com.br

bancodesangue@bancodesangue.com.br

 ouvidoria@bancodesangue.com.br

F: (54) 3027.8600

 

Outros links úteis:

 

Sociedade Brasileira de Hematologia e Hemoterapia
http://www.sbhh.com.br/index.php

Agência Nacional da Vigilância Sanitária
http://www.anvisa.gov.br/

Portal da Saúde
http://portal.saude.gov.br/saude/

Legislação atual - Portaria 1.353, de 13 de junho de 2011
http://bvsms.saude.gov.br/bvs/saudelegis/gm/2011/prt1353_13_06_2011.html

Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia
http://www.abrale.org.br/

Dia Mundial do Doador de Sangue
http://www.wbdd.org/

 

Referencias Bíblicas:

 

1. O sangue de Jesus é o tema central da Bíblia
De Gênesis a Apocalipse esse fio escarlata, o sangue de Jesus, é o tema principal. No Antigo Testamento, o sangue de Jesus é prefigurado no derramamento do sangue dos animais sacrificados nos holocaustos. No Novo Testamento o sangue de Jesus é derramado para a nossa redenção.

Você não é reconciliado com Deus por suas obras, méritos ou religiosidade, mas por meio do sangue de Jesus.

2. O sangue de Jesus é o fundamento da sua salvação
A sua salvação depende do sangue de Jesus. Se você não estiver debaixo do sangue de Jesus não haverá esperança para você. Sem derramamento de sangue não há remissão de pecado. Suas obras não são suficientes para levar você ao céu. Sua igreja não pode levar você ao céu. Fora do sangue do Cordeiro de Deus ninguém pode entrar no céu.

O sonho de João Wesley: “Aqui no céu só há aqueles que foram remidos e lavados no sangue de Jesus”.

3. Três aspectos essenciais sobre o sangue de Jesus
Vamos falar sobre três aspectos essenciais do sangue de Jesus: o valor, a virtude e a voz do sangue.

 

O VALOR DO SANGUE DE JESUS – 1 Pe 1:18,19

1. Seu valor é incomparável – v. 18,19
Pedro seleciona dois metais preciosos usasdos para comprar bens: o ouro e a prata. Mas Quando Deus foi nos comprar, nos redimir, ele não empregou o ouro nem a prata, mas o precioso sangue de Cristo. Você vale mais do que ouro!

Hoje muitas pessoas pensam que podem comprar a graça de Deus com dinheiro, com obras. Mas foi Deus quem nos comprou. Ele não usou os tesouros do mundo, mas o sangue do seu Filho: “…a igreja de Deus, a qual ele comprou com o seu próprio sangue” (At 20:28).

2. Seu valor é indispensável – v. 18,19
A Palavra de Deus é clara e insofismável em afirmar que “sem derramamento de sangue, não há remissão de pecados” (Hb 9:22).

a) Gênesis 3:21: “E fez o Senhor Deus a Adão e a sua mulher túnicas de peles e os vestiu”. Essa é a primeira indicação de sangue. Aqui é o inocente sacrificado a favor do culpado.
b) Gênesis 4:4 – Abel leva o sangue e é aceito; Caim leva o fruto da terra e é rejeitado.
c) Êxodo 12:13 – Deus pôs toda a nação de Israel sob o sangue. Deus não disse: “quando eu vir suas obras, suas lágrimas, seu sofrimento, passarei por vós, mas quando vir o sangue.
Não foi o Cordeiro, foi o sangue – O Cordeiro precisou ser imolado. Não somos salvos pela vida do Cordeiro, mas por sua morte!

Os bons e os maus pereceram igualmente se não estavam debaixo do sangue – Todo aquele que estava sem a proteção do sangue do Cordeiro pereceu. Ilustrações:
1) O sangue é o bilhete – Quando você vai viajar de Avião, ninguém pergunta se você é rico ou pobre. Eles querem ver o bilhete. O bilhete é o sinal. O sangue é o bilhete para entrar no céu.
2) Joe Kerkofsky – Perdeu o braço aos 6 anos. Rejeitado para o serviço militar na segunda guerra. Campeão em doação de sangue. Doou 250 vezes. Doou 120 litros de sangue. Disse ele: “Dinheiro não pode pagar a alegria de doar sangue a alguém necessitado. Isso é dar vida a alguém que está morrendo”.

3. Seu valor é infinito – v. 18,19
Pedro destaca aqui duas coisas preciosas:

a) O caráter sacrificial do Salvador

1) Ele é o Cordeiro de Deus (Is 53:7) – A suprema submissão de Jesus até a morte e morte de cruz é um dos grandes aspectos da sua obra redentora.
2) Ele não morreu como mártir – Ele entregou-se voluntariamente por você (Jo 10:18).

b) O caráter santo do Salvador

1) Ele é o Cordeiro sem mácula – Por isso sua morte pôde ser vicária, substitutiva. Só Cristo poderia morrer por nós!
Ele não conheceu pecado – 2 Co 5:21
Nele não havia pecado – 1 Jo 3:5
Nenhuma culpa foi encontrada em sua boca – 1 Pe 2:22.

A VIRTUDE DO SANGUE DE JESUS – 1 Jo 1:7

1. Há poder no sangue de Jesus para lidar com a escravidão do pecado
Quem comete pecado é escravo do pecado (Jo 8:34).
Por natureza e prática, o homem é escravo do pecado.
O pecado pode tomar a forma de um temperamento incontrolado, orgulho, vício, impureza, ganância, vaidade.
Nós temos redenção através do sangue de Jesus (Ef 1:7).
Cristo sofreu o castigo do nosso pecado. Ele recebeu a condenação do nosso pecado.

Ilustração: Finney e o homem assassino, ladrão e adúltero: Há perdão para mim? Sim, o sangue de Jesus pode lhe purificar de todo o pecado!

Que tipo de pecado ainda está acorrentando a sua vida? Cigarro, álcool, drogas, sexo ilícito, impureza da sua mente? Adultério? Mentira? Mau gênio? O sangue de Cristo pode libertar você do poder desse pecado!

2. Há poder no sangue de Jesus para lidar com a punição do pecado
O salário do pecado é a morte (Rm 6:23).
A alma que pecar, essa morrerá (Ez 18:4).

Cristo assumiu o nosso lugar. Ele foi à cruz como nosso fiador, substituto e representante. Ele morreu a nossa morte. Ele sofreu o nosso castigo. Ele pagou a nossa dívida. Ele morreu por nós.

“Tendo sido justificados pelo seu sangue, seremos por ele salvos da ira” (Rm 5:9).

Ilustração: A descoberta do ouro na Califórnia. A mulher viajou com o filho para encontrar o marido. O naufrágio. Havia uma única vaga no bote salva vidas. A mãe rogou que seu filho fosse salvo e disse: “Meu filho, se viveres para ter a teu pai, dize-lhe que morri em teu lugar”. (p. 16).

Você não precisa temer mais o inferno, a condenação, o juízo. Cristo morreu sua morte. Ele carregou seus pecados. Ele pagou sua dívida. Você está quites com a lei de Deus, com as demandas da justiça. Nenhuma condenação há mais para você. Seus pecados foram jogados no fundo do mar.

3. Há poder para lidar com a poluição do pecado – 1 Jo 1:7; Is 1:18
O pecado é sujo e ele suja as pessoas, mas o sangue de Jesus nos limpa (Is 1:18).
O pecado contamina, mas o sangue de Jesus purifica (1 Jo 1:7).

Ilustração: A Rainha Vitória visitou uma fábrica de papel e viu uma sala com um monte de papel velho, sujo. Para que serve isso? Para fazer os mais limpos e lindos papéis.

Como você lidado com a sua mente, internet? Seu coração não precisa mais ser um poço de impureza. Você não precisa mais ser um escravo da impureza sexual. Você pode ser limpo de coração. Você agora pode ter a mente de Cristo!

A VOZ DO SANGUE DE JESUS – Hb 12:24,25

 

O sangue de Abel clamou por vingança – Gn 4:10,13.
Mas o sangue de Jesus clama por perdão – “Pai, perdoa-lhes”.

1. O sangue de Jesus é a voz do perdão
“Nele nós temos redenção através do seu sangue” (Ef 1:7).
Jesus disse para o paralítico de Cafarnaum: “Filho, os teus pecados estão perdoados” (Mc 2:5).
Veja que você não recuse aquele que fala (Hb 12:25).
O perdão só é possível com base no sangue de Jesus

Ilustração: Tetélestai: está terminado minha obra; está pago.

2. O sangue de Jesus é a voz da paz – Cl 1:20
“Tendo feito a paz através do sangue da sua cruz” (Cl 1:20).
Nós fomos reconciliados com Deus através do sangue de Cristo.

Ilustração: O filho do fazendeiro reconciliado como Pai pela mãe.

3. O sangue de Jesus é a voz do poder – Ap 12:11
O diabo é visto como acusador e opressor do povo de Deus. Como o venceremos? É pelo sangue de Jesus!
Quem intentará acusação contra os eleitos de Deus? É Deus quem os justifica. Quem os condenará? É Cristo Jesus quem morreu!
Se estamos debaixo do sangue de Jesus estamos protegidos! (Ex 12:13).
O sangue de Jesus não é apenas arma de defesa (Ex 12), mas também arma de ataque (Ap 12:11).
Nós vencemos as hostes do inferno pelo poder do sangue de Cristo. O inferno treme diante do poder do sangue de Cristo. Foi na cruz que Cristo esmagou a cabeça da serpente e desbaratou o inferno. Foi na cruz que Cristo abriu uma fonte de cura e libertação para o seu povo. Foi na cruz que ela nos libertou, nos remiu e pagou a nossa dívida.
Foi na cruz que ele tirou de nós o veneno da antiga serpente (Jo 3:12-15).



CONCLUSÃO

O sangue de Jesus tem dois brados:
1) Ele brada pedindo a minha condenação se eu o rejeitar
Os judeus gritaram: “Caia sobre nós e sobre os nossos filhos o seu sangue”. Oh, eles foram dispersos, perseguidos, endurecidos.

2) Ele brada pedindo o meu perdão
“Em seu sangue, ele nos lavou dos nossos pecados” (Ap 1:5).
Agora podemos cantar:
Alvo mais que a neve
Alvo mais que a neve
Sim nesse sangue lavado
Mais alvo que a neve eu estou.

Ilustração: O acidente no trem. O maquinista cristão esmagado sob as ferragens, esvaindo sangue. O dono do trem aproximou-se dele e ele sussurrava um cântico de glorificação a Deus, entregando sua vida aos cuidados de Cristo. O comandante, agachando-se perto dele, disse-lhe: “Eu daria tudo o tenho, a minha própria vida para ter a fé e a segurança que você tem”. O maquinista, então lhe disse: “meu senhor, esse é o preço dessa fé”.

 

Afinal podemos ou não doar sangue segundo a Bíblia?

João 15:13 - Ninguém tem maior amor do que este, de dar alguém a sua vida pelos seus amigos.

Levítico 17:14  -  Pois, quanto à vida de toda a carne, o seu sangue é uma e a mesma coisa com a sua vida; por isso eu disse aos filhos de Israel: Não comereis o sangue de nenhuma carne, porque a vida de toda a carne é o seu sangue; qualquer que o comer será extirpado.

Atos 15: 28, 29  - Porque pareceu bem ao Espírito Santo e a nós não vos impor maior encargo além destas coisas necessárias: Que vos abstenhais das coisas sacrificadas aos ídolos, e do sangue, e da carne sufocada, e da prostituição; e destas coisas fareis bem de vos guardar. Bem vos vá.

                                                                                                                          Amém!

 

Estudo realizado por Pastor Rogério Costa

Caxias do Sul – Abril 2013


                                  Apoio:

Ministério Igualdade Independente

www.ministerioigualdadeindependente.webnode.com.br

Projeto Plantar

www.projetoplantar.webnode.com

 

 

 

Envie um comentário sobre o que voce achou deste link!

Nenhum comentário foi encontrado.

Novo comentário